CELINE DION PT

De Portugal para o Mundo

Diversos

Mariah Carey critica atuação de Céline Dion no Divas 98 na sua biografia: “Eu não teria feito aquilo… parecia uma blasfémia”

Mariah Carey vai lançar esta sexta-feira a sua autobiografia, The Meaning Of Mariah Carey, e segundo quem já leu o livro, há uma crítica à atuação de Céline Dion durante o VH1 Divas, em que as duas participaram.

Sem nunca referir o nome de Céline Dion, Mariah diz: “Todas sabíamos a nossa parte, mas também sabíamos que era uma canção de Aretha. Bem, quase todas nós sabíamos“. Mariah fala na “tentativa feita por outra das divas de fazer frente à rainha [Aretha] durante a canção” [You Make Me Fell Like a Natural Woman”]. Embora Mariah diga que o resultado foi “bom“, ela acrescenta “Eu nunca teria feito aquilo“.

A seguir, Mariah fala sobre a atuação final, “Testimony”, em que a “diva do duelo” é uma clara referência a Céline Dion:

“A diva do duelo tinha ido longe demais antes (na minha humilde opinião) e parecia tentar superar Aretha. Isso. Aconteceu. Eu não conseguia acreditar que alguém tentava ofuscar Aretha Franklin na sua homenagem, enquanto cantava sobre Jesus. Talvez fosse uma grande lacuna cultural, mas parecia pura loucura para mim, e eu não queria participar naquilo. Enquanto isso acontecia, o meu corpo começou involuntariamente a recuar para fora da linha das Divas e eu comecei a juntar-me às cantoras de apoio, a maioria das quais eu conhecia. Parecia uma blasfémia para mim, e eu queria estar fora do alcance caso o raio viesse.”

Para acabar, Mariah recorda uma conversa posterior que teve com a sua madrinha musical, a cantora Patti LaBelle, em que ela lhe disse: “Mariah, se tivesses participado naquela investida, eu teria-te dado uma chapada na cara“.

Comentários do Facebook

Discover more from CELINE DION PT

Subscribe to get the latest posts to your email.

5 thoughts on “Mariah Carey critica atuação de Céline Dion no Divas 98 na sua biografia: “Eu não teria feito aquilo… parecia uma blasfémia”

  • Francisco Oliveira

    Respeito muito o trabalho da Mariah. Gosto bastante da mesma, mas infelizmente tenho que discordar dela. Assisti ao especial em 1998 e não vi nada de blasfêmia, competição ou qualquer outra coisa que viesse a denegrir ou ofuscar a imagem ou a performance de Aretha Franklin. Nunca entendi o porque dela se sentir tão ” ressentida” com isso. Se assistirmos a apresentação vemos que a própria Aretha pede para que alguém a ajude a elevar Jesus às alturas , e então? Qualquer uma poderia ter feito. A Celine apenas atendeu ao pedido de Franklin, e sinceramente, FEZ MUITO BEM. O que eu vi não foi duelo ou qualquer outra coisa do tipo, e sim duas grandes vocalistas cantando de forma magistral, mostrando o que sabem fazer. Talvez Mariah tenha levado para o lado pessoal e interpretado da forma que mais lhe pareceu conveniente. A mesma coisa digo em relação a senhora Pat . Enfim, essa discussão já rola há anos e já perdeu a graça.

    Reply
    • HELDER W FREITAS

      Exatamente, concordo com vc Francisco, Mariah tem muito endeusamento por Aretha, Celine apenas atendeu ao seus pedidos de vamos nos divertir e elevar o nome de Jesus. Conhecendo a “língua” Aretha, se houvesse tido algum incômodo, a própria teria se pronunciado sobre a situação.

      Reply
    • Entenderia as palavras da Mariah se a mesma não fosse quem é. Ela que usa/usou o corpo de forma tão sensual falar em blasfêmia? As vezes as pessoas estão apenas sendo elas mesmas – sempre nas igrejas afro-cristã norte americanas existem esse duelo vocal, acho que se a Mariah falasse de apropriação cultural… Mas como li no comentário, foi a convite da Aretha… É, talvez não tenha sido prudente a Celine ter aceitado por fatores culturais, como a própria Mariah falou, mas ninguém da produção questionou? Era só ter diminuído o volume do microfone da Dion, por exemplo. Espero que o contexto no livro seja de “na hora eu me perguntei de tudo isso” pois assim estaria ok, mas tanto tempo depois pensar da mesma forma? Esperar um livro pra dizer? complicado…

      Reply
  • Lo que pasa es que Céline en aquel concierto fue a cantar, a disfrutar, a trasmitir, a divertir y lo hizo también que brilló sobre las demás. Fue la diva del concierto!

    Reply
  • priscilla andressa klock

    eu acho que essa rixa, mesmo que criada pela mídia, não sei, subiu a cabeça da Mariah, curto uma ou duas músicas dela, mas não consigo ouvir um CD inteiro que fico com dor de cabeça. apesar da beleza, e de usar os peitos para se promover, falta voz, fica dando aqueles gritinhos, que as pessoas chamam de whistle, como se fosse grande coisa, e ela se ressente por que já passou da idade de ficar se mostrando como se tivesse 20 anos, a gravidade não perdoa ninguém. E foi unanime, foi sucesso total a apresentação da Celine no VH1 divas live. todo mundo comentou. todo mundo se emocionou, e ela (Mariah) se ressentiu disso que apesar de usar pouca roupa ninguém reparou nela. O talento dela se resume a mostrar os peitos.

    Reply

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Discover more from CELINE DION PT

Subscribe now to keep reading and get access to the full archive.

Continue reading